Seguidores...

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Chorei – Tua Partida Que Me Trouxe Tanto Mal...


Chorei como se pudesse
Expulsar-me dor e lágrimas
Como um piano emudece
Carcomido pelas traças

Como se alguém se importasse
Como um cachorro sem dono
Como encanto que quebrasse
Ao grande amor em abandono

Chorei como faz uma criança
Quando perde seus brinquedos
Quando é finda a esperança

Como estivesse num funeral
Como assistisse a um filme antigo
Onde o mocinho morre no final

Chorei
Tua partida que me trouxe tanto mal...

Um comentário:

segredos disse...

Confesso na esperança de expulsar a dor, como uma criança que perde seu brinquedo eu choro,só não choro em funeral isso porque nunca compareço, acredito que o unico a ter minha presença será o meu, mais se eu puder arranjar uma desculpa qualquer e faltar neste também, o farei.
Gosto do choro e gosto mais do que ele faz, (tipo você escrever coisas tão lindas).
Beijinhos amigo.