Seguidores...

sábado, 1 de outubro de 2011

Minha Banda é Boa - A Sua é Que Destoa...

Eu te vi no carnaval
Cabelo curto, todo molhado
Sua voz cantava com o naipe de metal
Marchinhas do século passado

A máquina de fumaça
Encobriu teu vulto na multidão
Você sumiu pela praça
E atrás do trio elétrico eu não fui não

Montei um grupo de choro
E na mesma praça volto a tocar
Talvez você venha em meu socorro
E um novo ritmo a gente possa inventar...

2 comentários:

Thaynara Rezende disse...

Outra sempre perfeita poesia... Parabéns pelo trabalho, Rangel!

Humberto Firmo disse...

Vamos juntar gente! Vamos juntar gente!

a música está no ar.