Seguidores...

terça-feira, 15 de julho de 2008

Revendo Tuas Fotografias - À Mercê Dos Dias...

De uma risada descartei dois naipes tristes
Um sábado de despedida
Um domingo de chuva intensa.

Agora são fotografias
Recortes digitais
De uma saudade imensa

(depois disso fiquei à mercê dos dias...)

É como deitar sob cobertores grossos
Sufocar o frio cortante que atravessa o peito
Acreditar que finalmente posso
Viver daqui pra frente de outro jeito.

3 comentários:

Adriana Costa disse...

É bombom te ler, Rangel! E ouvindo tuas músicas então... vou só buscar um vinho, o resto é deleite!
Beijos @>--

Sonia Regly disse...

Lindo seu Blog!!! VC está de parabéns, aqui se respira poesia da melhor qualidade.Vou linká-lo.Vim te convidar para conhecer o Compartilhando as Letras.Sua visita será uma honra!!!!!

Rita Costa disse...

Olá, Rangel.
Belíssimo esse poema!
Gostei demais. Parabéns!